investimento_no_brasilNo atual cenário mundial globalizado, quase contida a crise econômica que afetou fortemente a economia dos países mais desenvolvidos e com reflexos importantes nos demais países em geral, o Brasil conseguiu suportar bem os efeitos da crise. O país se firmou como um importante destinatário de fluxos de capital internacional, apesar de ainda enfrentar alguns desafios importantes (elevadas taxas de juros, ameaças de volta da inflação, elevada carga tributária, falta de maior rigor no controle de gastos públicos, etc.). Além disso, a Copa do Mundo de Futebol em 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016 também são fatores que contribuem para esse fluxo intenso de capitais.

Todos esses fatores fazem com que as empresas estrangeiras vejam o Brasil, cada vez mais, como um bom investimento. Os países emergentes são os mais dinâmicos, o que significa aumento dos lucros das empresas e, por conseqüência, perspectiva de valorização dos mercados acionários. Boas oportunidades em papéis de infraestrutura e de setores ligados à demanda doméstica chegam ao país, sem contar que é sempre bom para o mercado brasileiro de ações.

Segundo estudos, a maior parte das empresas mundiais têm o Brasil como mercado prioritário de investimentos na América Latina atualmente. Algumas das principais vantagens de se investir no Brasil são moeda estável, clima agradável, é a oitava maior economia mundial, de acordo com o PIB, está entre os 20 maiores exportadores do mundo, é o quinto maior país do mundo e fenômenos naturais são previsíveis.

Esse fluxo de capitais, associado ao fluxo migratório de estrangeiros que estão se dirigindo ao Brasil para residir e trabalhar, tem apresentado grandes desafios

e oportunidades no que se refere ao provimento de serviços de alto nível nas áreas contábil e auditoria, bem como nas tributária e legal, para empresas e indivíduos de vários países de origem. Nesse sentido, devem ser destacados os processos de alinhamento do Brasil aos padrões contábeis internacionais – IFRS, e às normas internacionais de auditoria (Clarity Project), que foram substancialmente concluídos em 2010.

Empresas de consultoria empresarial como a Moore Stephens, podem servir de ponte para os investidores estrangeiros, apresentando-lhes as oportunidades de investimentos em empresas brasileiras ou na instalação de unidades pelo Brasil.

Todo esse aumento da presença do capital internacional é visto como algo positivo para o nosso país, porque empresas multinacionais importam suas práticas sociais e trabalhistas para o país e trazem cada vez mais inovação, além de gerar milhares de empregos para a população.

Essa fase de grandes investimentos internacionais pode proporcionar um importante avanço do Brasil na consolidação de seu crescimento de forma sustentável.