Como prover segurança cibernética aos dispositivos médico-hospitalares no setor da saúde

Para o setor da saúde, um dos setores mais impactados pela LGPD, existe uma série de preocupações, que à primeira vista podem passar despercebidas dentro do criterioso processo de adequação à LGPD.

Pensando nisso, listamos 14 dicas para a sua entidade, que atua no setor da saúde, prover a segurança cibernética dos seus dispositivos médico-hospitalares. Tudo em prol da conformidade com a LGPD.

Dicas para a segurança cibernética dos dispositivos médico-hospitalares

  • Identifique os dispositivos médicos
  • Crie um plano de mitigação
  • Aplique as mitigações
  • Impeça o acesso a serviços não confiáveis
  • Impeça ou reduza o acesso à mídia removível
  • Remova os serviços desnecessários
  • Gerencie os usuários
  • Remova acessos aos serviços
  • Realize o zoneamento de rede
  • Aprimore a capacidade de monitoramento
  • Implemente anti-malware e detecção de intrusão
  • Implemente resposta a incidentes de segurança
  • Entenda as conexões de terceiros
  • Revise periodicamente práticas e controles

Se você gostou das dicas, baixe o EBOOK LGPD APLICADA AO SETOR DA SAÚDE. Além de iluminar as problemáticas enfrentadas pelo setor na busca pela segurança cibernética, você terá um detalhamento para cada uma das dicas levantadas.

Confira também 16 obrigações que a sua entidade deve cumprir até agosto de 2020, quando a LGPD entrar em vigor.

Marcelo Tonizza Pereira

Marcelo Tonizza Pereira

Gestor da Moore Ribeirão Preto
Especialista em Auditoria e Consultoria de TI
mpereira@moorebrasil.com.br