As organizações empresariais diariamente precisam tomar diversos tipos de decisões, e neste cenário de governança corporativa, um quesito sempre analisado são os riscos atrelados a essas decisões. Mas o que é gestão de riscos e como conhecer esses riscos? E se as organizações pudessem conhecer e prever os riscos atrelados ao seu negócio, seria mais fácil minimizar os seus efeitos?

A resposta para essas perguntas está no gerenciamento dos riscos no planejamento estratégico da empresa. E o primeiro passo para implementar essa estratégia é consolidar uma cultura de que os riscos existem e não podem ser menosprezados. Essa cultura precisa ser formada iniciando pela alta administração e passando por toda a estrutura hierárquica das organizações, inclusive prestadores de serviços e fornecedores.

Qual a importância do gerenciamento de riscos?

O gerenciamento de riscos permite identificar e conhecer os riscos existentes em cada atividade, processo ou rotina realizada na organização, e permite identificar os riscos oriundos de fatores externos como os sociais, econômicos, políticos, tecnológicos, ambientais, entre outros. Tudo depende do ambiente em que está inserida a organização, pois quanto mais volátil, maiores são os riscos a serem tratados.

A gestão de riscos precisa estar alinhada à compliance e à governança corporativa, ou seja, ser implantada e consolidada com todas as áreas da organização. Após compreendido quais são os riscos, é fundamental que sejam formalizados em matrizes ou dicionários de riscos para que sejam tratados e monitorados.

Mas como garantir que os riscos identificados foram de fato tratados nas rotinas e processos internos da organização? Através das políticas e normativos internos que devem ser aprovados pela Administração, a organização deve implementar o seu “modus operandi” e garantir que está sendo seguido por toda a estrutura organizacional. E é neste momento que os controles internos se destacam, pois todo o trabalho de identificação e estratégias para inibir os efeitos dos riscos podem ser totalmente ineficazes, se os controles internos não tiverem sido bem implementados.

Quais os benefícios de implantar controles internos?

Quando os controles internos são implementados em consonância com o gerenciamento de riscos, os seguintes benefícios podem ser obtidos:

  • Efetividade operacional – mais eficiência nas operações ou processo produtivo, melhor controle dos ativos e até mesmo redução de custos.
  • Registros financeiros e contábeis mais confiáveis – o processo de controles internos bem estruturado e a gestão dos riscos da organização gera mais transparência aos registros financeiros e contábeis e, consequentemente, contribui para demonstrações financeiras mais confiáveis.
  • Conformidade com as regulações – o programa de gerenciamento de risco considera as normas e legislação aplicáveis ao ambiente da organização, o que proporciona segurança nas operações e nos registros financeiros e contábeis.
  • Gerenciamento e monitoramento dos riscos – os riscos corporativos podem ser minimizados quando se há um conhecimento por parte da administração. Esse conhecimento ajuda a minimizar e gerenciar os riscos, fortalecendo as tomadas de decisões e estratégias da organização.

Conheça e mitigue os riscos do seu negócio!

Para perceber esses benefícios na prática, veja o case da AeC com o projeto de consultoria em gestão de riscos, focado em identificar e implementar controles internos essenciais para o compliance e para a maturidade da gestão da empresa.

Cabe ressaltar que os controles internos não eliminam os riscos, mas os seus impactos podem ser reduzidos quando as organizações se atentam e implementam os controles internos como respostas a esses riscos, evitando que os seus ambientes interno e externo fiquem vulneráveis a fraudes e erros operacionais que podem, em muitos casos, impactar o seu negócio.

Diante do importante papel que a gestão de riscos tem em conjunto com os controles internos, é recomendável a contratação de consultorias especializadas para a avaliação ou implantação de um plano de gerenciamento de riscos e também a contratação de procedimentos de auditorias internas para garantir que as diretrizes e os processos estão sendo realizados em conformidade com o plano estratégico da organização.

Quer saber mais sobre esse serviço? Fale com nossa equipe.
Estamos com os nossos especialistas à disposição para conversar sobre como podemos ajudar a sua organização.

Fale com nossos especialistas!

 

Autoras: Rayane Alvim – Auditora sênior Moore Belo Horizonte e Valéria Medina – co-autora

Rayane Alvim

Rayane Alvim

Auditora Sênior Moore Belo Horizonte